top of page

Saiu na mídia: Dia dos Namorados traz otimismo ao comércio local

Texto: Portal aRede


Movimento cresce nas lojas de Ponta Grossa, trazendo boas perspectivas aos empresários pela elevação nas vendas em relação a 2022




Na próxima segunda-feira, dia 12 de junho, é comemorado o Dia dos Namorados. A data é uma das principais para o comércio no primeiro semestre, já eleva o movimento nas lojas do comércio de Ponta Grossa e traz boas perspectivas a lojistas de diversos setores. Segundo a sondagem da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) e do Sebrae, 47% dos paranaenses pretendem presentear alguém especial no Dia dos Namorados. A pesquisa destaca o aumento dos valores que deverão ser pagos nos presentes, com a elevação do tíquete médio de R$ 147 para R$ 162.


Em Ponta Grossa, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas PG), José Loureiro, informa que o movimento nas lojas já cresceu e isso desperta um otimismo. No entanto, o maior volume de vendas deverá ocorrer a partir desta sexta-feira (8), mantendo a lógica que a maior parte das pessoas deixa para comprar nas últimas horas.

“As pessoas estão vindo bastante nas lojas, a procura está grande. Os lojistas estão retratando que no momento tem muita pesquisa, mas tem bastante gente já comprando alguma coisa. Então isso mostra que vai ser bem agitado”, informa. “As lojas de perfume e de flores vão movimentar bastante. Então é um ponto positivo para o comércio”, completa.

Setores

Além do comércio varejista, outro setor também se destaca nesse período, recorda Loureiro: o de bares e restaurantes. “Já há muitas reservas; os restaurantes estão fazendo vários horários no jantar, então isso vai dar um ‘up’ na nossa economia”, acrescentou. Ainda de acordo com a pesquisa da Fecomércio e do Sebrae, os tipos de presentes mais citados nesta data são artigos de vestuário (27,2%), perfumes e cosméticos (23,7%), jantar (13,3%), comidas e bebidas (11%).


Locais

O coordenador de desenvolvimento empresarial da Fecomércio PR, Rodrigo Schmidt, detalha que mais de 47% das vendas ocorrerão em lojas físicas ou shoppings. “A pesquisa indica uma redução da intenção de presentear, mas, registra o crescimento do tíquete médio, sendo que os homens mostram mais disposição de dar presentes. Embora com crescimento do comércio eletrônico, as compras em shoppings e no comércio de rua também serão significativas, e a qualidade do produto continua sendo o fator determinante na decisão”, avalia.

Qualidade é decisiva para a compra

A principal influência na decisão de comprar, informa a pesquisa, é a qualidade do produto, sobretudo para os consumidores do gênero masculino, sendo essa questão citada por 38,2% dos entrevistados, ante 28,6% entre as mulheres. O atendimento do vendedor é outro ponto de grande importância da hora da compra, citado por 21,3% dos homens e por 17,9% das mulheres. Somente depois desses dois aspectos vem o fator preço.

Commentaires


bottom of page