top of page

Confiança do empresário do comércio paranaense cresce novamente

Texto: Fecomércio PR


Indicador supera período anterior à pandemia. Empresas de maior porte são as mais otimistas




O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) teve novo aumento no Paraná. O indicador da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) chegou a 127,5 pontos em setembro, incremento mensal de 1,1%. Na comparação com o mesmo mês de 2021, o ICEC cresceu 0,6%, principalmente como efeito da retomada da circulação dos consumidores. O índice é superior ao período anterior à pandemia e ficou 7 pontos acima do registrado em setembro de 2019, quando marcava 120,5 pontos.


O índice nacional ficou em 125,5 pontos em setembro, redução de 2,6% no mês, devido, sobretudo, à desaceleração das vendas do varejo nacional desde maio. Em um ano, porém, a confiança aumentou 5,2%.



O empresário paranaense está com boas projeções para os próximos meses. O quesito Expectativas do Empresário do Comércio (IEEC) ficou em 154,2 pontos, com aumento de 2,9% em relação a agosto, especialmente o aspecto Expectativa das Empresas Comerciais (EEC).


Com 117,4 pontos, os Investimentos do Empresário do Comércio (IIEC) subiram 0,9% na variação mensal, com ênfase na contratação de funcionários (3%) e composição de estoques (2,2%).

Entretanto, a avaliação dos empresários sobre as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) baixou 1,1% na comparação com agosto e ficou em 111 pontos.


As médias e grandes empresas são as mais otimistas, com ICEC marcando 144,5 pontos, ante 127,2 pontos entre os micro e pequenos empreendedores.


Entre as empresas de maior porte, o ICEC subiu 6,6% na variação mensal, puxado pelo Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), que teve elevação de 11%, sobretudo pela avaliação dos empresários a respeito das condições atuais da economia (25,6%), indicando uma percepção positiva sobre o momento atual. O Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC) também cresceu consideravelmente entre as empresas com mais de 50 funcionários, com alta de 9,7%, e sinalização de investimentos na contratação de colaboradores (13%) e composição atual de estoques (13,7%)


Já nas empresas de menor porte, o ICEC cresceu 1% em setembro, mas seus gestores não consideram que o cenário atual seja favorável aos negócios, uma vez que o Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) baixou 1,3%, especialmente a avaliação sobre as Condições Atuais do Comércio (CAC), que caiu 3%, e sobre as Condições Atuais das Empresas Comerciais (CAEC), que teve baixa de 3,6%.



Comentarios


bottom of page